Principais noticias 24/09/21

Criptomoedas caem após nova proibição da China, mas analistas veem impacto reduzido desta vez





Analistas avaliam que com menos posições alavancadas e com uma notícia que não chega a ser novidade, pressão não deve durar muito


Após alguns dias tentando se recuperar do choque de segunda-feira por conta da crise da imobiliária Evergrande, o mercado de criptomoedas voltou a sofrer um baque nesta sexta-feira (24) após o governo da China declarar que todas as transações com moedas digitais são ilegais e devem ser proibidas.


Segundo o Banco Popular da China (PBOC, na sigla em inglês), todas as criptomoedas, incluindo Bitcoin (BTC) e a stablecoin Tether (USDT), não são moedas fiduciárias e não podem circular no mercado.


O BC chinês foi além e determinou que todas as transações com criptoativos, incluindo serviços prestados por exchanges de fora da China passam a ser consideradas atividades ilícitas se realizadas por cidadãos chineses. Os funcionários dessas corretoras poderão ser investigados.



Além disso, empresas de varejo eletrônico como Alibaba não poderão prestar nenhum serviço relacionado a essas moedas. Na prática, isso quer dizer que nenhum dos 1,4 bilhão de habitantes do país asiático poderá, legalmente, negociar criptomoedas, ainda que faça isso em exchanges de outros países.


Dez agências, incluindo banco central, reguladores bancários, de valores mobiliários e de câmbio, prometeram trabalhar juntas para erradicar a atividade “ilegal” de criptomoeda, a primeira vez que as agências uniram forças para proibir explicitamente todas as atividades com criptomoedas.


A notícia levou a uma nova queda generalizada dos preços, com o Bitcoin caindo abaixo de US$ 42 mil, após chegar a tocar na marca de US$ 45 mil durante a madrugada. Por volta das 11h50 (horário de Brasília), a maior moeda digital do mundo recuava 3,5% no acumulado de 24 horas, cotada a US$ 42.536.

O Ethereum (ETH) e a Binance Coin (BNB) sofrem um impacto maior, perdendo cerca de 7% de valor, cotadas respectivamente a US$ 2.916 e US$ 354.

Dentre as 10 maiores criptomoedas em valor de mercado, o melhor desempenho no fim desta manhã era da Cardano (ADA), que opera praticamente estável, cotada a US$ 2,24.


Impacto negativo não deve dura



Analistas ouvidos pelo InfoMoney avaliam que essa notícia não chega a ser uma “bomba” no mercado, já que nos últimos anos tem sido comum a China anunciar algum tipo de banimento ou ação contra o mercado de moedas digitais. Mesmo assim, a notícia de hoje foi o sinal mais claro que o país já deu de sua determinação em reprimir o setor.

“Já não causa surpresa as restrições impostas ao mercado, mas acaba aumentando o ruído em um momento de maior aversão ao risco”, afirma Safiri Félix, diretor de produtos e parcerias da Transfero.


Vale lembrar que na última segunda, todas as criptomoedas sofreram com quedas que chegaram a superar dois dígitos, acompanhando o mercado tradicional, com o choque da Evergrande na China. E mesmo com a recuperação nos últimos dias, a visão é que o mercado segue sensível e com um nível maior de aversão ao risco.

Félix destaca também que havia um nível bem menor de alavancagem no mercado quando a notícia saiu, diferente do que ocorreu em maio, por exemplo, quando a China baniu mineradores do país, derrubando os preços das criptomoedas. “Por isso eu não acredito em uma correção muito drástica agora”, afirma.


Fonte: InfoMoney


Bastidores de Brasília: A carta na manga de Guedes para passar a PEC dos Precatórios


O ministro da Economia, Paulo Guedes, considera ter uma carta na manga para assegurar a aprovação da PEC dos precatórios no Congresso.

Ele tem dito a interlocutores que o texto vai permitir resolver mais rapidamente a vida de governadores que têm valores de ações judiciais a receber. A PEC permite aos estados usar precatórios para abater dívidas com a União.

É bem verdade que, sem PEC, o governo federal terá que honrar todas as despesas de precatórios previstas para 2022. Mas aí o pagamento pode ser feito apenas no final do próximo ano — o que não interessa a ninguém.


Saída social


O Ministério da Economia já sabe que cairá em seu colo a missão de encontrar uma fonte de recursos para bancar eventuais subsídios que o governo queira conceder à população de baixa renda, como uma tarifa social para o gás de cozinha.


Integrantes da pasta têm ouvido que o governo precisa agir para minimizar o impacto da inflação em itens como gás e energia elétrica. Por isso avaliam que é preciso correr com a PEC dos precatórios e a reforma do IR, que abrem caminho para o Bolsa Família de R$ 300.


Sem um programa social reforçado, dizem, o Congresso vai agir por conta própria e acabar prorrogando o auxílio emergencial fora do teto de gastos.


Combustíveis


Não há solução de curto prazo para a disparada nos preços dos combustíveis. Isso é o que a equipe econômica tem dito ao Planalto e ao Congresso, que pressionam a Petrobras (PETR3;PETR4) a dar uma solução para o litro da gasolina a R$ 7.

Sempre que pode, Guedes lembra que um monopólio como o que existe no Brasil gera esse tipo de problema, e que é por essas e por outras que a estatal do petróleo deveria ser privatizada.

O ministro lavou as mãos dos problemas da Petrobras depois que Roberto Castello Branco, uma indicação sua para o comando da estatal, foi substituído pelo general Joaquim Silva e Luna.

O presidente da Câmara, Arthur Lira, no entanto, não pretende recuar da pressão para baixar os preços de combustíveis.


Fonte: MoneyTimes


Bolsa brasileira é uma das mais baratas do mundo, diz UBS


A Bolsa brasileira vem sofrendo com os problemas políticos e fiscais, além de um cenário internacional desafiador. No entanto, isso não é suficiente para tirar o otimismo do UBS. Para o banco suíço, o mercado acionário brasileiro é um dos mais baratos do mundo.

“A relação P/L (preço sobre lucro) do índice brasileiro para os próximos 12 meses está inferior a um desvio padrão abaixo da média de 10 anos, o que significa que é muito mais barato do que muitos outros mercados ao redor do mundo, tanto em desenvolvimento quanto o desenvolvido”, afirma o analista Ronaldo Patah.

A Bolsa do Brasil continua sendo um dos investimentos preferidos do UBS. “Reiteramos a importância de manter ações em médio prazo”, completa.


Eleições antecipadas?


No mesmo relatório, o analista diz que não é o momento de antecipar as eleições de 2022.


“É muito cedo para precificar uma eleição com apenas dois candidatos, quando não houve nem mesmo anúncios oficiais sobre os candidatos. Então os mercados agora se concentrarão mais nas reformas do que nas eleições”, diz.


No ano, o Ibovespa acumula queda de 4,28%.


Melhor cortar?


Estrategistas do Itaú BBA cortaram o preço-alvo para o Ibovespa (IBOV) a 120 mil pontos, citando deterioração na perspectiva macroeconômica do país, bem como aumento de riscos fiscais e um cenário hídrico desafiador.

“Nós revisamos nossa meta do Ibovespa para o final do ano de 2021 de 152 mil para 120 mil, dado o pior cenário macro, com taxas de juros mais altas e inflação“, afirmam em relatório enviado a clientes nesta quarta-feira.


Fonte: MoneyTimes

Ibovespa cai em meio a novas preocupações com Evergrande; DIs sobem após IPCA-15


O Ibovespa opera em queda nesta sexta-feira (24) depois de subir por três pregões seguidos. O desânimo hoje vem em meio à renovação de temores a respeito da crise da incorporadora chinesa Evergrande. As ações da empresa caíram 11% depois da informação de que alguns dos credores da companhia não receberam o pagamento de juros dos títulos que venceram no dia anterior.


Também impacta o mercado internacional o novo cerco da autoridade regulatória da China contra o Bitcoin. O banco central do país disse que todas as atividades relacionadas a criptomoedas são ilegais. Os futuros dos índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq registram leves perdas.


Ainda no exterior, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, fará um discurso às 11h (horário de Brasília). Será a primeira fala do chairman do banco central dos Estados Unidos depois da decisão de juros do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) na quarta-feira (22).


Por aqui, foi divulgado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo Base 15 (IPCA-15), que cresceu a 1,14% em setembro, um pouco acima do esperado. A expectativa média dos economistas era de avanço a 1,02%. Foi o maior IPCA desde fevereiro de 2016, quando subiu 1,42% e o maior valor para um mês de setembro desde 1994. No ano, o IPCA-15 acumula alta de 7,02% e, em 12 meses, de 10,05%.


Segundo Gustavo Cruz, estrategista da RB Investimentos, essa alta na inflação não só foi acima do esperado como também teve componentes que não são específicos do seus setores, caso de energia elétrica e combustíveis, que impactam diversos outros produtos.


“Isso provavelmente vai se perpetuar nos próximos meses. A inflação de serviços, que estava em 0,29% em agosto agora já chega em 0,74% e em um momento de reabertura, com a retomada de eventos, significa que essa pressão vai continuar”, afirma o analista.

Cruz destaca que esse aumento nos preços de energia, combustíveis e alimentos já impactam os indicadores de confiança da FGV. “Houve uma decepção, queda de 6,5, e as faixas salariais mais baixas tiveram a maior retração.”


Na política, o senador Angelo Coronel (PSD-BA), relator da reforma do Imposto de Renda, afirmou que a votação do projeto deve ficar para 2022. “É um projeto muito complexo. Eu não tenho condições de fazer um relatório, estamos já para entrar em outubro, em dezembro, daqui a 60 e poucos dias começa o recesso. Eu não posso apresentar um relatório sem estar bem embasado”, justificou-se.


Ainda no radar, o presidente Jair Bolsonaro disse que recebeu do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, a proposta de um acordo emergencial de importação de mantimentos que estariam em falta na Inglaterra, porém a embaixada britânica no Brasil contestou a informação.



Às 10h11 (horário de Brasília), o Ibovespa tinha queda de 1,19%, a 112.707 pontos.

Enquanto isso, o dólar comercial opera em alta de 0,69% a R$ 5,346 na compra e a R$ 5,346 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em outubro registra ganhos de 0,75% a R$ 5,352.


No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 sobe quatro pontos-base a 7,13%, DI para janeiro de 2023 tem alta de sete pontos-base a 8,99%, DI para janeiro de 2025 avança nove pontos-base a 10,07% e DI para janeiro de 2027 registra variação positiva de 12 pontos-base a 10,50%.


Hoje o dia na Europa contou com declarações de Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE). Ela afirmou que acredita que a exposição direta da Europa ao Evergrande poderá ser “limitada”.


Uma pesquisa do instituto IFO na Alemanha indica que o sentimento de negócios no país caiu em setembro, acumulando três quedas consecutivas.


Radar corporativo


Hapvida (HAPV3) e SulAmérica (SULA11)


Depois de analisar as propostas, os acionistas da HB Saúde aprovaram a venda da companhia para a Hapvida por R$ 650 milhões, segundo comunicado ao mercado enviado pela companhia de capital aberto na manhã desta sexta-feira (24).


A segunda maior operadora de saúde de São José do Rio Preto (SP) também estava sendo disputada pela SulAmérica, que fez uma última oferta de R$ 563 milhões, mas os sócios da HB optaram pela outra proposta.


A oferta da Hapvida foi aceita por acionistas que representam cerca de 59% do capital total. Como o valor da oferta foi de R$ 650,0 milhões para a aquisição de 100% do Grupo HB Saúde, o desembolso previsto para cerca de 59% do capital total seria de aproximadamente R$ 383,5 milhões.


Embraer (EMBR3)



A Embraer anunciou parceria com a empresa norte-americana Pyka para a comercialização de uma aeronave elétrica, autônoma, e voltada a aplicações agrícolas.

A aeronave, Pelican, foi desenvolvida pela Pyka e, segundo a Embraer, é “o primeiro e único avião 100% elétrico autônomo com certificação comercial do mundo”.

A fabricante brasileira afirmou que a parceria com a norte-americana é voltada para tecnologia, certificação, operação e futura comercialização do Pelican. As companhias afirmaram que buscarão oportunidades de potencializar serviços comerciais autônomos, conforme a operação do Pelican se desenvolver no Brasil nos próximos anos.

O modelo já soma mais de mais de 3.000 “missões autônomas…A tecnologia de propriedade da Pyka envolve software de controle de voo autônomo, computadores de bordo, baterias de alta densidade de energia, controladores de motor de alta densidade de potência e fuselagens de fibra de carbono certificadas”, afirmou a Embraer.


brMalls (BRML3)


A operadora de shopping centers brMalls anunciou a compra da empresa de comercialização de mídia Helloo, por valor não revelado.

Segundo a brMalls, a Helloo é especializada em comercialização de mídia out of home (OOH) em elevadores situados em edifícios residenciais.

A companhia afirmou que aquisição serve para ampliar “dominância dos shoppings da brMalls nas áreas de influência, desenvolver novas receitas com alto potencial de crescimento e monetizar os relacionamentos com consumidores, lojistas e anunciantes”.


Ecorodovias (ECOR3)


O conselho de administração da Ecorodovias indicou o italiano Gianfranco Catrini para a presidência-executiva da companhia.

A posse de Catrini fica condicionada à “obtenção de todos os registros e autorizações necessários perante os órgãos competentes”, afirmou a Ecorodovias em fato relevante ao mercado.


O executivo é formado em administração e já trabalhou na Impregilo International Infrastructures, WeBuild e Lane Industries, informou a companhia.

B3 (B3SA3)


O Conselho da B3 aprova JCP de R$ 268,5 milhões e dividendos de R$ 913,3 milhões a acionistas relativos ao resultado do segundo trimestre.


BRF (BRFS3) e Marfrig (MRFG3)


O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) emitiu parecer aprovando, sem restrições, a aquisição de ações da BRF pela Marfrig Global Foods.

Em junho, a processadora de carne bovina elevou sua participação na empresa de alimentos BRF para aproximadamente 31,66%, por meio de leilão na B3.

(com Reuters, Estadão Conteúdo e Bloomberg)


Fonte: InfoMoney

2 visualizações0 comentário