Principais Noticias 23/09/2021




Ibovespa Futuro opera em alta seguindo recuperação externa; dólar e DIs caem após Copom


SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro abre esta quinta-feira (23) em alta, seguindo a recuperação dos índices internacionais após a forte queda da segunda com a crise da chinesa Evergrande. No exterior, ainda ajuda a puxar os mercados a decisão de política monetária do Federal Reserve, que manteve os juros nos Estados Unidos e iniciou a discussão sobre redução de estímulos sem causar impacto negativo no mercado.


Em sue declaração após as reuniões, o Fed afirmou que: “Se o progresso continuar em linha com o esperado, o Comitê acredita que a moderação no ritmo de compra de ativos será, em breve, implementada”. O banco central não citou, no entanto, um cronograma para a redução no ritmo de compra de ativos, atualmente em US$ 120 bilhões mensais.

Já na entrevista, Jerome Powell, presidente do Fed, foi um pouco mais hawkish (com uma linguagem mais apertada) que o esperado, ao dizer que poderia começar a reduzir, já em novembro, o programa de compra de títulos.


Entre os indicadores, os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA atingiram 351 mil na semana encerrada em 18 de setembro, segundo dados do Departamento de Emprego do páís. O resultado ficou acima da previsão dos analistas consultados pela Refinitiv, que esperavam 320 mil pedidos.


Por aqui, atenção para a repercussão da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que elevou a taxa Selic de 5,25% para 6,25%, antevendo um ajuste de mesma magnitude para a próxima reunião.


A decisão veio em linha com o esperado depois da sinalização dada por Roberto Campos Neto de que não iria acelerar o movimento. Entretanto, os analistas estão divididos sobre a indicação emitida pela autoridade monetária.


Enquanto alguns analistas destacaram que o BC não indicou aceleração do ritmo de alta da Selic, outros economistas apontam que o Copom foi hawkish ao afirmar que o ciclo de aperto deve avançar no “território contracionista”, sinalizando que não há restrição para a taxa de juro final. Os analistas destacaram ainda a intenção do Copom de ganhar tempo para avaliar a conjuntura e o impacto dos choques.


Às 9h36 (horário de Brasília), o contrato futuro do Ibovespa com vencimento em outubro de 2021 tinha alta de 0,81%, a 113.360 pontos.


Enquanto isso, o dólar comercial opera em queda de 0,79% a R$ 5,261 na compra e a R$ 5,262 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em outubro registra baixa de 0,55% a R$ 5,270.


No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 cai quatro pontos-base a 7,08%, DI para janeiro de 2023 tem queda de sete pontos-base a 8,74%, DI para janeiro de 2025 recua seis pontos-base a 9,72% e DI para janeiro de 2027 registra variação negativa de cinco pontos-base a 10,10%.


Já as bolsas asiáticas tiveram em sua maioria altas na quinta-feira, mas os investidores continuam a monitorar a situação do China Evergrande Group, que passa por uma crise.

Na quinta, a agência internacional de notícias Reuters noticiou que o presidente do grupo afirmou que a prioridade principal da empresa é ajudar gestores de investimentos a compensarem seus produtos. Mas continuam a haver questões sobre se a incorporadora chinesa pagará os juros sobre um título denominado em dólar. Os papéis da Evergrande avançaram 17,62% hoje.


Embora a orientação regulatória ofereça poucas pistas sobre qual será o passo dado pela Evergrande, sugere que o governo da China deseja evitar um colapso iminente da incorporadora, o que poderia sacudir os mercados financeiros e reduzir o crescimento econômico. Qualquer sinal de que o governo de Pequim está tomando medidas para que a Evergrande tenha mais tempo para administrar seus problemas de dívida pode acalmar investidores na China e no mundo.


Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, avança, com todos os setores operando em território positivo.


Durante a manhã, foi divulgado o índice do gerente de compras (PMI em inglês) da Zona do Euro composto Markit relativo a setembro, que marcou 56,1 pontos, abaixo da expectativa de analistas, de 58,5 pontos, e do patamar anterior, de 59 pontos.


Fonte: https://www.infomoney.com.br/



Criptos hoje: as notícias que movimentam as moedas digitais nesta quinta-feira


SÃO PAULO – O Bitcoin (BTC) reage positivamente à abertura dos mercados na Ásia após uma forte recuperação dos papeis da incorporadora Evergrande, que anunciou acordo para pagamento de parte de sua dívida multibilionária. A criptomoeda é negociada a US$ 44.209 às 7h00, alta de 4,1% nas últimas 24 horas.


O dia é também de recuperação generalizada para as 100 principais criptomoedas do mercado, que amanhecem todas no verde nesta quinta-feira (23). O Ethereum (ETH), por exemplo, supera os ganhos do Bitcoin e avança 6,3%, voltando a ser cotado acima de US$ 3.000. No entanto, diversas altcoins registram alta de mais de 20%.


O destaque é o Arweave (AR), token que alimenta o protocolo de um serviço de armazenamento em blockchain que permite guardar dados “à prova de censura” para sempre. Em alta de 27,5% no dia, o ativo já acumula ganhos de quase 60% no último mês.

Outras notícias que merecem atenção envolvem a exchange brasileira Foxbit, que liberou saques de graça em reais; um novo serviço de mineração doméstico; além de um ataque hacker ao site Bitcoin.org, que existe desde os tempos em que Satoshi Nakamoto, pseudônimo do criador do Bitcoin, estava ativo na Internet.


A corretora de criptomoedas Foxbit anunciou nesta quarta-feira (22) que não cobrará mais taxas para saque em reais em sua plataforma. A decisão ocorre no mesmo dia em que sua concorrente