Principais noticias 08/10/2021

Ibovespa sobe forte após dado fraco de trabalho nos EUA e com IPCA alto, mas abaixo do esperado; dólar recua




Depois de três dias no zero a zero, o Ibovespa abriu a sessão desta sexta-feira (8) indicando ganhos mais consistentes, enquanto os mercados lá fora repercutem os dados do mercado de trabalho dos Estados Unidos que vieram mais fracos do que o esperado. Aqui no Brasil, o dia começou com a divulgação do IPCA do mês de setembro, que veio com variação positiva de 1,16%, a maior para o mês desde 1994. Mesmo assim, o indicador veio abaixo do esperado pelos economistas ouvidos pela Reuters, que projetavam inflação de 1,25% no mês. O IPCA acumula alta de 6,9% no ano e de 10,25% nos últimos doze meses.


O indicador foi puxado, principalmente, pela alta de preço dos bens administrados, sobretudo energia elétrica residencial e gasolina. “Como são preços administrados, determinados por agências regulatórias, estabelecidos contratualmente, o Banco Central não tem condições de atingir esses preços através da política monetária”, afirma Carla Argenta, economista-chefe da CM Capital.


A inflação de setembro chega em uma semana de dados fracos da economia brasileira, como o indicador de produção industrial e as vendas no varejo, que vieram piores do que o esperado. Os investidores também devem ficar atentos às falas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Ambos participam de eventos públicos nesta sexta-feira.


O dado mais aguardado do dia, no entanto, era o payroll, relatório do mercado de trabalho dos Estados Unidos. De acordo com o documento, 194 mil vagas foram criadas em setembro no país e a taxa de desemprego caiu para 4,8%. Os economistas esperavam pela criação de 500 mil vagas de trabalho.


“Isso é uma sinalização de que a atividade econômica está reagindo abaixo das expectativas de mercado e que talvez isso impacte no horizonte de política monetária do Federal Reserve”, afirma Alexandre Almeida, economista da CM Capital. Na última decisão de política monetária do Fed, a autoridade afirmou que poderia antecipar o fim dos estímulos a economia por meio de compra ativos, eliminando a injeção de liquidez na economia.


“Entretanto com esse dado de folha de pagamentos muito pior do que o esperado isso tende a colocar uma necessidade de continuar esse programa”, afirma Almeida.

O payroll é visto como um importante indicador de recuperação da economia americana e que deve ser levada em consideração pelo Federal Reserve na decisão de retirada de estímulos e aumento das taxas de juros.


Às 10h14, horário de Brasília, o Ibovespa operava em alta de 1,64%, aos 112.401 pontos. O Ibovespa futuro com vencimento em outro de 2021 também avançava, com variação positiva de 1,22%, a 112.325 pontos.


O dólar comercial caía 0,46%, a R$ 5,491 na compra e R$ 5,492 na venda. O dólar futuro com vencimento em novembro de 2021 recuava 0,49% R$ 5,511.


No mercado de juros futuros, os contratos recuam com força: o DI para janeiro de 2023 recuava 16 pontos-base, a 9,04%; DI para janeiro de 2025 caía 19 pontos-base a 10,01%; e o DI para janeiro de 2027 registrava variação negativa de 19 pontos-base a 10,42%.


“O IPCA abaixo do esperado deu um certo alívio, mas imagino que deve ser temporário, uma vez que a inflação segue bastante pressionada e vai fazer com que o Banco Central continue no seu movimento de aperto monetário”, afirma Marcos Iorio, gestor da Integral Investimentos.


Nos Estados Unidos, os índices futuros oscilaram bastante após a divulgação dos dados do trabalho americano e operam entre perdas e ganhos. O Dow Jones Futuro tinha leve alta de 0,12%; o S&P 500 futuro avançava 0,3% e o Nasdaq Futura tinha alta de 0,52%.


Ontem à noite, o Senado dos Estados Unidos aprovou, em votação apertada, a extensão do teto da dívida pública em meio trilhão de dólares até dezembro deste ano. A medida retorna à Câmara, para depois ser sancionada pelo presidente Joe Biden. Com a expansão do orçamento, o governo americano afasta, ainda que momentaneamente, a chance de um calote federal, o que é um risco a menos para os investimentos.


O acordo mínimo, no entanto, ainda não exime toda a discussão em torno da aprovação do pacote social de Joe Biden e a discussão sobre o pacote bipartidário de infraestrutura estimado em US$ 1 trilhão.


Os preços das commodities do setor de energia, que têm atingido em cheio as indústrias e causado problemas às cadeias de suprimento, voltam a subir hoje.


O barril do petróleo tipo Brent para dezembro de 2021 avança em direção aos US$ 83. O WTI para novembro de 2021 encosta nos US$ 79 por barril. Os preços do gás natural também operam em alta, deixando para trás o alívio momentâneo depois de a Rússia ter declarado que vai ampliar as vendas da matéria-prima para a Europa.


As bolsas europeias, que fecharam em forte alta ontem, também operam entre perdas e ganhos nos negócios de hoje. O Stoxx 600, que reúne empresas de 17 países europeus em setores-chave, recuava 0,26%. A Bolsa de Londres (FTSE100) tinha ligeira alta de 0,01% e a de Frankfurt (DAX) recuava 0,23%.


Na China, que vive uma crise de energia que levou à interrupção de atividades em algumas indústrias, veio um dado que indica expansão. O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto subiu de 47,2 em agosto para 51,4 em setembro, de acordo com pesquisa divulgada pela IHS Markit em parceria com a Caixin Media. Números acima de 50 indicam expansão da atividade. No mês de agosto, o índice havia apontado para contração pela primeira vez em 16 meses.


As Bolsas na Ásia, que também repercutiram o acordo sobre o teto da dívida dos Estados Unidos, fecharam mistas. Com a volta do feriado de uma semana na China, o Shangai Composto avançou 0,67%. Em Hong Kong, o índice Hang Seng teve alta de 0,27%; no Japão, o Nikkei fechou em alta de 1,34%. Na Coreia do Sul, porém, o Kospi recuou 0,11%.

O risco de falência da incorporadora chinesa Evergrande não tem tido tanta influência nos negócios dos últimos dias, mas segue no radar